Música
Shlomo Mintz
img not load

A presença de Shlomo Mintz entre nós é um dos acontecimentos musicais de 2022. Natural de Moscovo, estudou com Isaac Stern e Dorothy DeLay, tornando-se num dos mais reputados violinistas da sua geração. O seu virtuosismo e expressividade são características ideais para abordar uma obra de profunda transcendência, o Concerto para violino, op. 61, de Beethoven.

Escrito em escassas semanas, a pedido de Franz Clement, estrearia a 23 de dezembro de 1806, sem grande sucesso. Numa época em que os concertos tinham como objetivo último exibir as habilidades técnicas do solista, com a orquestra em pano de fundo, Beethoven escreveu um diálogo íntimo entre o violino e a orquestra, duas entidades musicais que se iluminam mutuamente, num discurso musical de grande lirismo.

Esta abordagem disruptiva repete-se na Sinfonia n.º 7, op. 92, considerada por muitos como a melhor sinfonia de Beethoven. Escrita entre 1811 e 1812, na cidade termal de Teplitz, e dedicada ao conde Moritz von Fries, estreou na Universidade de Viena, a 8 de dezembro de  1813, dirigida pelo próprio compositor. Verdadeiro colosso de inventividade, esta sinfonia apresenta um novo paradigma musical, alterando, para sempre, o curso da História da Música ocidental. A subversão da ideia de melodia, sem o irresistível apelo galante do formalismo clássico, com motivos musicais menos delineados, ao invés de elemento temático, são catalisadores de liberdade criativa, assim como o timbre, densidade e intensidade, apresentados como parte integrante da própria estrutura, e não meros acessórios decorativos. Também a Abertura Secondo Novecento, op. 25 (2005) de Côrte-Real contraria os cânones formais das convenções musicais impostas pelo main-stream da 2ª metade do séc.XX, apresentando o pluralismo e diversidade dos múltiplos estilos musicais deste período.

N. Côrte-Real (n. 1971)
Abertura Secondo Novecento,  op. 24

L. van Beethoven (1770 – 1827)
Sinfonia nº 7, em Lá Maior, op. 92

I. Poco Sostenuto - Vivace
II. Allegretto
III. Presto - Assai meno presto
IV. Allegro con brio

L. van Beethoven (1770 – 1827)
Concerto para Violino e Orquestra em Ré Maior, op. 61

I. Allegro ma non troppo
II. Larghetto
III. Rondo. Allegro

Violino: Shlomo Mintz
Direção musical: Nuno Côrte-Real
Madrid Soloists Chamber Orchestra



grupo:

Esta atividade integra o grupo Temporada Darcos 2022

Última atualização: 20.01.2022

01 outubro sáb, 21h30 | M/6 Teatro-Cine de Torres Vedras

Preço 5

Lotação 392

img not load

Última atualização: 20.01.2022